Descubra as diferenças entre os diversos tipos de chocolate

chocolate e cacau.

O chocolate é um alimento feito com base na amêndoa fermentada e torrada do cacau, sendo o cacaueiro, uma planta nativa de uma região no México. Numa altura em que está na moda o consumo de chocolate preto e que se tem colocado de parte os restantes chocolates (o branco e o de leite) por, ao que parece, não serem adequados, é importante compreender se, efetivamente, é mesmo assim e quais as diferenças entre os diversos tipos de chocolate. Mas, em primeiro lugar, saiba que os efeitos benéficos do cacau se devem em parte aos antioxidantes que este contém, como, por exemplo, os polifenóis. Assim, por este motivo tem um efeito protetor no desenvolvimento de cancro e envelhecimento celular.

O cacau é composto aproximadamente por 33% de ácido oleico (monoinsaturado), 33% ácido esteárico (saturado) e 25% de ácido palmítico (saturado). O ácido oleico tem efeitos positivos na diminuição do LDL (“mau colesterol”) e no aumento do HDL (“bom colesterol”). Apesar da maioria da gordura saturada, como o ácido palmítico, ter um efeito adverso no colesterol total e, no LDL, o ácido esteárico não apresenta este efeito. Deste modo, a gordura presente no cacau, apenas 25% desta é que pode ser considera com efeito negativo. Por outro lado, o cacau é também rico em micronutrientes, uma vez que apresenta vários minerais como o potássio, fósforo, cobre, ferro, zinco e magnésio.

A presença destes compostos no chocolate depende de diversos fatores, tais como, a percentagem de cacau, a sua origem, a fermentação e o processo de fabrico. Verifica-se a maior quantidade de antioxidantes no cacau em pó, seguido do chocolate preto e, por fim, o chocolate de leite. O chocolate branco, como tem apenas manteiga de cacau e açúcar, possui uma quantidade muito reduzida destes compostos.

Conforme a tabela, o chocolate preto apresenta maior quantidade de gordura e uma menor quantidade de açúcar em relação ao chocolate de leite e ao branco, pelo que se torna um chocolate com mais calorias. No entanto, o cacau apresenta uma menor quantidade de açúcar em relação ao chocolate preto.

Em primeiro lugar, devido a composição do cacau, nomeadamente, a presença de antioxidantes e minerais. Por outro lado, tem uma quantidade menor de açúcar em relação aos outros chocolates, ou seja, faz com que seja menos “viciante”. Por último, por ter um teor de gordura superior, este torna-se mais saciante.

Não existe uma evidência clara da quantidade do seu consumo, assim como a melhor altura. Contudo deve ter em atenção, evitar comer o chocolate isoladamente e ao deitar. No seguimento de uma refeição, o consumo de cacau, traz mais benefícios, isto porque pelo prazer da degustação, mas também acabamos por comer em menor quantidade devido a saciedade e, além disso, conseguimos ter um maior controlo da glicémia (quantidade de açúcar no sangue). Não obstante, um pouco de chocolate antes de um treino ou até mesmo em situações de alta concentração pode trazer benefícios com a libertação de endorfinas e energia, em especial, o chocolate branco ou de leite.

Partilhe o artigo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email