Convite à intimidade e às origens

Covid-19 como afeta a psicologia das pessoas.

Vivemos momentos de mudança e de ajustes sem precedentes e, com isso, levam-nos a efeitos repentinos que se manifestam a nível económico, social e emocional. Desta forma, a maioria dos estudos científicos indicam que há grande probabilidade de sofrermos efeitos psicológicos negativos relativamente às situações de quarentena. Assim, podem surgir sintomas dos quais deve estar alerta, tais como;

  • stress pós-traumático;
  • sintomas depressivos;
  • tristeza;
  • abuso de substância;
  • estado confusional;
  • irritabilidade.

Quais os fatores de stress?

Os fatores desencadeadores de stress incluem: o próprio estado de quarentena, no qual implica uma modificação drástica da rotina e limitação da mobilidade. A própria duração prolongada da quarentena, o receio de contrair infeções, as frustrações, o tédio, os suprimentos inadequados, a informação limitada, as perdas financeiras e o estigma, são também grandes causas de stress.

Alguns autores sugerem que os impactos psicológicos são prolongados e podem durar até três anos, sendo que para uma pessoa com um histórico de transtorno mental os efeitos poderão ainda ser mais prolongados.

Para refletir...

Por um lado, apesar de serem estas as manifestações mais frequentes, por outro, temos sempre o lado inverso da moeda. Isto é, o tempo de quarentena e de isolamento social direcionam-nos para uma introspeção profunda, começando pela ruptura com um estilo de vida que estava enraizado e que nos deixava dormentes, orientando-nos de forma a voltarmos a ter tempo. Tempo de voltarmos para a família, voltarmos para dentro, voltarmos a nós. Enquanto este vírus desencadeia situações de emergência nunca antes vistas, nós (seres humanos) temos a oportunidade de voltar às origens, de investir e cuidar das relações familiares, das relações de casal e da parentalidade a tempo inteiro. Além disso, a Natureza tem agora a oportunidade de se recuperar de tantas agressões que nós, ao longo de todos estes anos, submetemos e causou danos nefastos. Será que ela se quer vingar agora?

O mundo parou e certamente depois disto os nossos comportamentos, mentalidade, as tomadas de decisões e a nossa consciência será diferente. Depois disto veremos o mundo de outra forma…

A dor de quem fica pós suicídio.

Suicídio… A dor de quem fica?

A psicóloga Drª. Clara Alves reflete sobre a dor de quem fica de quem tenha perdido um ente querido num episódio de suicídio. Descubra qual o último ato de amor que tem de fazer para conseguir ultrapassar a dor da perda.

Ler Mais »
Dicas para ultrapassar o fim de uma relação.

Dicas para ultrapassar o fim de uma relação

Ultrapassar o fim de uma relação nunca é fácil e acabamos por passar momentos conturbados a nível psicológico. Na Ser e Crescer – Serviços Clínicos temos tido alguns pacientes que tiram partido das consultas de psicologia para encontrarem o seu equilíbrio emocional.

Ler Mais »
O que é estar em depressão?

O que é estar em depressão?

Estar em depressão é um estado de angústia e sofrimento constante no dia a dia. São fragmentos de episódios da nossa vida que nos fazem perturbar e entristecer. Por esse motivo, pedir ajuda às pessoas que nos rodeiam e, em especial, a um psicólogo é um passo importante para dizer basta!

Ler Mais »

Partilhe o artigo no facebook

Share on facebook