Alergias no verão? Quem nunca…

Chegámos à altura do ano em que o aumento do número de alergias é significativo na grande parte da população. As temperaturas altas do verão acabam por ser o motor propulsor das reações alérgicas que sofremos constantemente.

Alergias no verão? Quem nunca...

Quando começam aqueles dias de primavera/verão em que a temperatura está acima dos 25º graus, não só despertam uma felicidade e vontade de ir à praia, piscina ou ao rio, como, por outro lado, um sentimento revoltante porque não conseguimos controlar as reações alérgicas do nosso corpo. As alergias no verão são maioritariamente por via respiratória, ou seja, acabamos por respirar partículas que invadem o nosso organismo, provocando reações de defesa exacerbada. Além do nosso organismo ser afetado, também os nossos níveis de paciência e disposição se tornam mais baixos. Por isso, quem não quer evitar as alergias?

O que são alergias?

As reações alérgicas são respostas exageradas do organismo após o contacto com o ambiente que nos rodeia. Além da genética ter um papel importante na exposição das alergias, outros fatores também devem ser tomados em conta – estilo de vida, obesidade, poluição nos edifícios, hábitos de alimentação e etc.

Criança com conjuntivite na Ser e Crescer - Serviços Clínicos.

Mas, afinal, por que razão as temperaturas altas do verão acabam por ser o motor propulsor das reações alérgicas?

Com a mudança de estação, o tempo aquece e as flores começam a florir. Isto faz com que as flores produzam pólen que é libertado pelas abelhas, mas também por outros fatores, como, por exemplo, o vento. No entanto, quando o pólen entra nas vias respiratórias os anticorpos do corpo identificam o pólen como um agente invasor e reagem à sua presença gerando sintomas.

Quais os tipos de alergias no verão?

Existem três tipos de alergias que costumam aparecer nesta época: Rinite alérgica, conjuntivite alérgica e urticária.

👉 Rinite alérgica: Processo inflamatório da mucosa nasal decorrente de uma reação exagerada a uma ou mais substâncias invasoras. Principais Sintomas: Crises de espirro, obstrução nasal, dor de cabeça, lacrimejamento, coceira no nariz, nos olhos, garganta e no céu da boca.

👉 Conjuntivite alérgica: Processo inflamatório da conjuntiva (fina membrana que envolve o olho), decorrente da alergia a uma ou mais substâncias invasoras. Principais sintomas: Vermelhidão ocular e coceira, podendo ser acompanhada por inchaço nas pálpebras.

👉 Urticária: Erupção caracterizada pelo súbito aparecimento de urticas – lesões de pele de breve duração. Principais sintomas: Coceira, pele avermelhada e quente. As manchas, geralmente, desaparecem em algumas horas.

Que tipo de tratamento para as alergias?

Recomendamos vivamente antes de ingerir algum medicamento procurar visitar um médico especialista na área, neste caso, um imunoalergologista. As crianças podem ser vistas por um pediatra. Existem algumas soluções para aliviar os sintomas da alergia, tais como, sprays nasais, anti-histamínicos, descongestionantes, colírio e imunoterapia com alérgenos. Caso tenha alguma dúvida, não hesite em contactar-nos!

Recomendações chave para as alergias típicas do verão:

  • No verão deve evitar lugares onde abundem as espécies vegetais alergénicas;
  • A pessoa afetada por uma polinose deve dormir com as janelas bem fechadas;
  • É aconselhável deslocar-se para zonas costeiras;
  • Antes de sair, convém consultar um calendário polínico;
  • Também pode ser benéfico pulverizar as casas com água, para que os grãos de pólen suspensos no ar se depositem no solo;
  • Os aparelhos de ar condicionado ou certos filtros podem evitar que o pólen entre em casa;
  • Quando estiver na rua durante o dia coloque óculos de sol.

Conclusão

As alergias infelizmente vão acompanhar-nos para o resto das nossas vidas, mas, com o aconselhamento certo e com ajuda do seu médico, os sintomas podem ser apaziguados. As alergias sazonais devem ter o seu cuidado, por isso, procure o seu médico e aproveite o verão como merece!

O que pode causar uma gravidez de risco.

O que pode causar uma gravidez de risco?

Uma gravidez de risco é aquela na qual estão presentes, ou se revelam, condições desfavoráveis que oferecem risco para a saúde da mãe ou do feto. O desfecho pode ser a mortalidade da mãe, do feto (ou recém-nascido), seja antes, durante ou no pós-parto.

Ler Mais »
O meu filho não me respeita.

O meu filho não me respeita

O meu filho não me respeita e agora o que faço? Não se preocupe, a irreverência faz parte de um crescimento saudável! Contudo, quando os pais começam a perder o controlo das ações dos filhos tudo pode correr mal. Descubra alguns sinais e como pode contornar este problema!

Ler Mais »
Manchas vermelhas na pele por causa do calor.

Manchas vermelhas na pele por causa do calor?

Parece que os dias quentes estão para continuar, contudo algumas manchas vermelhas na pele estão a incomodar os seus dias de verão e isso não é bom! Conheça as nossas recomendações para manter a sua pele saudável durante o verão.

Ler Mais »

Partilhe o artigo no facebook

Share on facebook